Zé Moleza | TCC, monografias e trabalhos feitos. Pesquise já!

Você está em Trabalhos Acadêmicos > Sociais Aplicadas > Pedagogia

Favoritos Seus trabalhos favoritos: 0


Publicidade

Tag Cloud

Nenhuma tag encontrada.

Trabalho em Destaque

Título: A Proteção Social

1 INTRODUÇÃO O nascedouro foi em 1883, na Alemanha com o Chanceler Bismarck. Foi um marco tanto da Seguridade Social como da Previdência Social (primeiro sistema escrito de previdência social – seguro social). A forma de contribuição ou custeio para…


Publicidade

ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM AMBIENTE NÃO ESCOLAR

Trabalho enviado por: Anônimo

Data: 08/08/2017

INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO PROGRAMUS-ISEPRO
CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM PEDAGOGIA

ÁGUA BRANCA-PI
2016

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM AMBIENTE NÃO ESCOLAR

SUMÁRIO
1 INTRODUÇÃO
2 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
3 OBSERVAÇÃO NO AMBIENTE DO ESTAGIO
3.1 ASPECTOS FÍSICOS
3.2 ASPECTOS ADMINISTRATIVOS
CONSIDERAÇÕES FINAIS
REFERÊNCIAS

1 INTRODUÇÃO

O presente trabalho tem por objetivo relatar as observações do estagio supervisionado em gestão educacional, na escola Pré-Escolar 12 de Janeiro, no município de Sebastião Leal-PI, Onde foi possível observar o trabalho desenvolvido pelos gestores e orientadores pedagógicos no interior da instituição, e se os mesmos desempenham as suas funções de forma eficiente e eficaz para o bom funcionamento da instituição, almejando uma educação de qualidade.

O estágio supervisionado é tema indispensável nos debates em torno da formação profissional e tem importância relevada quando se trata de cursos de formação de professores. Conforme a legislação vigente, a realização de estágio supervisionado é obrigatória. As diretrizes curriculares nacionais para o curso de pedagogia–Resolução CNE/CP 1/2006 (BRASIL, 2006) definem que parte da carga horária, mais especificamente, das 3200 horas destinadas ao “efetivo trabalho acadêmico” do curso.

Considerando que a proposta deste texto é empreender análises que possam contribuir para um debate em torno da questão do estágio, especificamente o estágio supervisionado em gestão da educação escolar, faz-se necessário direcionar esforços na busca de uma compreensão a respeito de alguns elementos que cercam o tema, exercício que, inicialmente, focalizaremos e, a partir do qual, desenvolveremos os demais apontamentos e discussões.

2 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

A resolução CNE/CP 1/2006 (BRASIL, 2006), que determina as diretrizes curriculares nacionais para o curso de pedagogia, segundo aludido no texto introdutório,reserva parte da carga horária do curso para a realização das atividades de estágio supervisionado e indica a primazia a ser considerada para a sua efetivação: “prioritariamente em Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental, contemplando também outras áreas específicas, se for o caso, conforme o projeto pedagógico da instituição” (art 7º, BRASIL, 2006).

Assim, o texto normativo, ao mesmo tempo em que, de certa forma, dá o tom quanto ao perfil do curso, abre possibilidade para que cada instituição, a partir de sua interpretação das diretrizes e dos limites impostos pela relação necessidade versus possibilidade, interfira na consolidação deste perfil de curso, via seu projeto pedagógico, que – em tese- deve representar a própria organização do trabalho pedagógico realizado pela instituição (VEIGA, 2002).

A questão do estágio, assim como outros elementos que compõem o currículo, assume características peculiares em cada caso, especialmente se considerarmos que, tanto para a sua construção quanto para sua implementação, convergem diferentes agentes e instâncias.

Em seus estudos, Sacristán (2000, p. 101) aponta que:

Os níveis nos quais se decide e configura o currículo não guardam dependências estritas uns com os outros. São instâncias que atuam convergentemente na definição da prática pedagógica com poder distinto e através de mecanismos peculiares em cada caso. Em geral, representam forças dispersas e até contraditórias que criam um campo de conflito natural [...].

Esta assertiva é importante para sublinhar a necessidade de uma reflexão acerca das contingências que complexificam o tema, até porque, conforme alerta o autor supracitado “[...] as decisões não se produzem linearmente concatenadas, obedecendo a uma suposta diretriz, nem são frutos de uma coerência ou expressão de uma mesma racionalidade”(SACRISTÁN, 2000, p. 101).

Desta forma, não é possível tratar do estágio descolado de seu contexto curricular e sem considerar as suas variáveis intervenientes.

Considerando que o objetivo deste texto é tratar especificamente do estágio em gestão escolar, ou seja, parte daquilo que a diretriz indica como “outras áreas específicas”, estas observações são necessárias, já que têm o potencial de levantar o...

Para ver o trabalho na íntegra escolha uma das opções abaixo

Ou faça login



Crie seu cadastro




English Town