Zé Moleza | TCC, monografias e trabalhos feitos. Pesquise já!

Você está em Trabalhos Acadêmicos > Humanas

Favoritos Seus trabalhos favoritos: 0


Publicidade

Tag Cloud

Nenhuma tag encontrada.

Trabalho em Destaque

Título: A Proteção Social

1 INTRODUÇÃO O nascedouro foi em 1883, na Alemanha com o Chanceler Bismarck. Foi um marco tanto da Seguridade Social como da Previdência Social (primeiro sistema escrito de previdência social – seguro social). A forma de contribuição ou custeio para…


Publicidade

FACTORING PARA AS PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS

Trabalho enviado por: ANDRE SILVEIRA MELO

Data: 09/10/2017

FANESE – Faculdade de Administrações e Negócios de Sergipe
Núcleo de Pós-Graduação e Extensão – NPGE

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL E INTELIGÊNCIA ORGANIZACIONAL

Aracaju/SE
7 de agosto de 2014

FACTORING NO BRASIL: OBJETIVOS E VANTAGENS DO FACTORING PARA AS PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS

RESUMO

O intuito dessa pesquisa é levar ao conhecimento do grande público o Factoring Fomento Mercantil. Apresentando-o como uma alternativa para o problema de capital de giro das micro e pequenas empresas, entre outras atribuições.

Será que as organizações de fomento mercantil seriam uma boa saída para a falta de capital de giro nessas organizações?

A metodologia usada nesse trabalho pretende mostrar desde o surgimento, até a chegada do factoring no Brasil, identificar suas características, e através do entendimento obtido nas pesquisas realizadas para confecção desse artigo, identificar se o fomento mercantil é mesmo vantajoso para o setor das micro e pequenas empresas brasileiras.

Comprovando o que já se observa a algum tempo por meio do crescimento desse seguimento no Brasil e do número cada vez maior de empresas que passam a trabalhar em parceria com as factorings.

Palavras-chaves: Micro e Pequenas Empresas, Fomento Mercantil, Parceria.

INTRODUÇÃO

A competitividade hoje em dia esta acirrada para qualquer tipo de organização, desde as pequenas e médias empresas, até as grandes corporações e grupos empresariais, porém, as maiores organizações têm grande apoio das instituições financeiras, o que não acontece da mesma forma com as pequenas empresas. Apesar de ter havido alguma melhora na taxa de sobrevivência dessas empresas nos dois primeiros anos de atividade o número de falência ainda é muito alto, e um dos principais motivos é a falta de capital de giro. Com essa situação, a busca por diferenciais competitivos é imprescindível, esse artigo busca explicar como funciona e quais as vantagens competitivas que o empresário terá se optar por uma parceria com uma

CONCEITO DE FACTORING

Factoring é o seguimento empresarial que trabalha em parceira com outras empresas-clientes, principalmente, de pequeno e médio porte, e geralmente dos setores industrial e/ou atacadista, no tocante a compra de direto de crédito oriundos das vendas a prazo desse nicho de mercado. Além desse, outra função muito importante, ele atua como uma espécie de consultoria empresarial para seus clientes, prestando serviços como: avaliação de fornecedores, clientes e sacados, acompanhamento de contas a pagar e a receber, fluxo de caixa, entre outros.

Segundo Leite (2011. p.4) “Factoring é uma atividade comercial mista atípica = serviços + mais a compra de créditos (direitos creditórios) resultantes de vendas mercantis”

ORIGEM HISTÓRICA DO FACTORING

Pouco conhecido do grande público se comparado a bancos e financeiras, o factoring não é tão recente quanto parece, seu início se da ainda no século XVI.

Na época das grandes descobertas a dificuldade de locomoção e comunicação atrapalhava o crescimento da indústria européia principalmente a inglesa, uma das civilizações mais desenvolvidas até então. O que fez surgir uma espécie diferente de sujeito na relação comercial, que até então era direta apenas entre produtores e compradores. Tratava-se de um intermediário na relação comercial, um agente que se deslocava até as civilizações mais distantes, incumbindo-se da venda e da cobrança das mercadorias produzidas e vendidas pelos industriários da Europa, esse tal “novo sujeito” na operação era chamado de Factor.

Mais tarde já no século XVII com o início da colonização inglesa na América do norte, esse tipo de relação comercial, tendo a interveniência do factor se tornou cada vez mais...

Para ver o trabalho na íntegra escolha uma das opções abaixo

Ou faça login



Crie seu cadastro




English Town