Zé Moleza | TCC, monografias e trabalhos feitos. Pesquise já!

Você está em Trabalhos Acadêmicos > Humanas > Cinema

Favoritos Seus trabalhos favoritos: 0


Publicidade

Trabalho em Destaque

Título: A Proteção Social

1 INTRODUÇÃO O nascedouro foi em 1883, na Alemanha com o Chanceler Bismarck. Foi um marco tanto da Seguridade Social como da Previdência Social (primeiro sistema escrito de previdência social – seguro social). A forma de contribuição ou custeio para…


Publicidade

Biografia de Walter Salles Jr.

Trabalho enviado por: Ricardo de França Morgan

Data: 18/08/2004

Biografia de Walter Salles Jr.


Filho do falecido embaixador e banqueiro Moreira Salles e Elizinha Moreira Salles, irmão do também cineasta João Moreira Salles, Walter Moreira Salles Jr. nasceu no dia 12 de abril de 1956 no Rio de Janeiro. Morou em Washington dos 3 aos 6 anos de idade, estudou na França até os 13, voltou ao Brasil para graduar-se em economia na PUC-RJ e novamente retornou aos Estados Unidos para fazer mestrado em comunicação audiovisual na Universidade da Califórnia. Atualmente, ele é o maior e melhor diretor do cinema brasileiro em atividade.

Herdeiro de um grupo de empresas lideradas pelo Unibanco, em parceria com seu irmão e outro sócio, fundou em 1985 a produtora Vídeo Filmes, no qual contabiliza em seu currículo uma dezena de produções entre curtas, longas e documentários sob sua direção, incluindo uma overdose de prêmios arrecadados por suas obras, sem falar em sua carreira na publicidade, na qual realizou mais de 250 filmes.

O cineasta fluminense, partir de 1983, passa a produzir para a televisão. Dirigiu a série de entrevistas "Conexão Internacional" apresentado por Roberto D’Ávila, produziu documentários (em 1985 fez o "Krajcberg - O Poeta dos Vestígios") e programas musicais sobre cantores e compositores da MPB, entre eles Chico Buarque, Marisa Monte, Caetano Veloso e Antônio Carlos Jobim. No ano de 1986, realizou um documentário de cinco horas de duração, "Japão, Uma Viagem no Tempo", sobre o conflito entre a modernidade e a tradição no Japão, com participação de Akira Kurosawa, Riuychi Sakamoto, Isozaki Arata, Yoji Yamamoto e Issey Miyake.

Tentou fazer seu primeiro longa em vídeo, estrelado por Edson Cellulari, mas, insatisfeito, arquivou o resultado. Em 1991, freqüentemente trabalhando com Daniela Thomas na co-direção e Walter Carvalho na fotografia de seus filmes, ele lança seu primeiro longa-metragem, que acabou sendo uma produção americana falada em inglês, "A Grande Arte", baseado no romance de Rubem Fonseca. No ano de 1994 cria um dos curtas mais premiados no Brasil, "Veja esta Canção", logo em seguida, em 1995, fez o documentário "Socorro Nobre" (que serviu de inspiração para "Central do Brasil") e dirige também, o elogiado, e preto-e-branco, "Terra Estrangeira" co-realizado com Daniela Thomas e premiado no Brasil, França, Itália, Bélgica, Macedônia, Estados Unidos e Uruguai.

Depois de três anos longe das câmeras, Salles voltaria para fazer história no mundo e no Brasil, dando o pontapé inicial para o processo de evolução do cinema brasileiro com o premiadíssimo "Central do Brasil" em 1998, a produção brasileira mais premiada no exterior estrelada por Fernanda Montenegro e pelo menino Vinicius de Oliveira (que ele encontrou como engraxate no Aeroporto do Rio e que é muito expressivo e natural). Exibido em 22 países, a produção brazuca conquista o Urso de Ouro de Melhor Filme e o Urso de Prata de Melhor Atriz (Montenegro) no Festival de Berlim, o maior prêmio internacional para o Brasil desde "O Pagador de Promessas", em 1962. Acumulou mais de 50 prêmios internacionais incluindo o Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro e indicações ao Oscar na categoria Melhor Filme Estrangeiro e Melhor Atriz.

Em...

Para ver o trabalho na íntegra escolha uma das opções abaixo

Ou faça login



Crie seu cadastro




English Town